É hora de fazer mais!


Parece mesmo contraditório dizer que precisamos fazer mais. Afinal, andamos contra o tempo fazendo o que podemos para dar conta simplesmente de sobreviver. Mas, sobreviver é um verbo que não só preocupa o mundo, como nos faz perder a razão e nos envolve em sentimentos destrutivos e nocivos a própria questão 'Sobre Vida'. Quando dizemos 'Sobre' nos referimos a algo que existe 'acima de'. E esta é a grande questão: o que existe além do que consideramos ser a vida? Com certeza não será através da preocupação com o mercado, aluguel, lazer ou escola das crianças que estaremos contribuindo para a nossa Sobre Vida ou a do planeta. Existe sim algo emergencial a ser percebido além do que imaginamos ser a vida. No entanto, não percebemos - ou fazemos de conta que não percebemos - pois assim, iludidos, pensamos aproveitá-la totalmente.

Para os que não percebem, se iludir não faz muita diferença; mas, para os que já despertos estão, ignorar que a vida tem algo bem maior a nos oferecer pode trazer a sensação de carregar pedras num caminho de espinhos. É como se desistíssemos de dar um passo em direção às flores. Está certo que este último passo parece ser desnecessário para alguém que já sabe de seu merecimento. Mas, o merecimento é uma conquista e precisamos integrá-lo caminhando em direção às flores, porque elas existem e podemos tê-las em vida.  Quero dizer que é possível atrair situações amorosas e prósperas em nosso cotidiano a partir de uma consciência ampliada e presente. Bem, o que fazer então? Ora, meu amigo leitor, consulte seu mais elevado grau de consciência e veja quantas pequenas ações você pode executar. Parece pequeno? Parece pouco?  Bobagem! Pequeno ou pouco é não fazer nada. Que tal começar por você mesmo? Que tal vigiar, então? Vigiar não o que o outro faz ou deixa de fazer, mas sim o quanto você está permitindo que sua consciência maior se expresse através de você.


Permita que ela esteja em você, que ela seja com você.


Faça um exercício: - Sente-se e, ao som de uma música harmonizadora, projete-se à frente do mais elevado estado de consciência de você mesmo. - Através da imagem projetada a sua frente, olhe diretamente para sua imagem encarnada e reconheça o que existe em desarmonia entre estas duas expressões de você mesmo. - Para isso, identifique cada pensamento, ação e sentimento que não se harmonize com a vida serena e feliz que tanto deseja. - Agora, relembre as suas forças pessoais e peça que elas interajam com a desarmonia existente em sua expressão encarnada. Observe como essas desarmonias se desfazem diante da força de quem você verdadeiramente é. - Sinta-se liberto e volte sua atenção para os diversos setores de sua vida. - Comece a planejar mudanças, pois agora você vê mais, pode mais, é mais consciente. Sinta-se convicto disso. - Perceba os efeitos deste exercício em sua vida e, à medida que esta percepção se tornar mais e mais constante e evidente em seu dia-a-dia - independente das circunstâncias que o cercam - agradeça o seu poder de integrar-se ao que me refiro como 'Sobre'. E, simplesmente, viva a vida com plenitude!

Viva e ensine o maior número de pessoas a fazer algo para mudar a vibração do planeta.

TERESA CRISTINA SIMÕES

terapeuta transpessoal integrativa

(19) 9 9176.9313 (whatsapp) |  tcris3in1@gmail.com

Avenida João Ambiel, 91| Solar do Itamaracá | Indaiatuba - SP

  • Facebook - Círculo Branco

© 2018 por Mídia.Crawl.