FILME: O mínimo para viver

O MÍNIMO PARA VIVER | DRAMA | 2017

Sinopse


Uma jovem está lidando com um problema que afeta muitos outros como ela no mundo todo: a anorexia. Sem perspectivas de se livrar da doença e ter uma vida feliz e saudável, a moça passa os dias sem esperança. Porém, quando encontra um médico não convencional que a desafia a enfrentar sua condição e abraçar a vida, tudo pode mudar.

Para refletir


O mínimo para viver é um filme que nos leva à reflexão sobre o quanto somos complexos, e como o corpo físico reflete a harmonia interior, assim como o oposto também é verdadeiro.


Ele também nos leva à percepção de quanto as relações podem nos fortalecer ou nos enfraquecer, mas com certeza não são as responsáveis pelos caminhos que traçamos para nós mesmos. Ainda no que diz respeito às relações, os estudos sobre consciente familiar nos dizem que a mãe representa as superações diante do desafio e o pai, as questões financeiras. Por isso, a boa relação de troca entre pais e filhos é fundamental para a formação e o enraizamento e fortalecimento de uma psiquê harmônica e saudável.


Bem, a questão abordada neste filme - a anorexia - é um assunto de grande relevância e a mensagem é extremamente importante:


"É necessário um despertar que nos conduza à confiança de que somos capazes; este despertar só acontece com nosso consentimento, ao encontrarmos o nosso próprio limite de resistência e o encararmos de frente"


Gostaria que assistisse o filme e refletisse:

  • Onde está a sua resistência?

  • Onde estão seus medos?

  • Sempre chega ao seu limite ou pode escolher sair de onde está?


Também pergunte à você como pode, fisicamente ou não, se reconectar com o papai e mamãe e deixar a vida que chegou por eles fluir em você e te fazer feliz.


Bom filme, e não esqueça de refletir!

TERESA CRISTINA SIMÕES

terapeuta transpessoal integrativa

(19) 9 9176.9313 (whatsapp) |  tcris3in1@gmail.com

Avenida João Ambiel, 91| Solar do Itamaracá | Indaiatuba - SP

  • Facebook - Círculo Branco

© 2018 por Mídia.Crawl.